Infeções Sexualmente Transmissíveis

HIV

Índice

O VIH é uma infeção crónica causada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana, do qual se conhecem 2 tipos, o VIH-1 e o VIH-2. Este vírus é transmitido através de certos fluidos como sangue, fluidos vaginais, sémen, fluidos pré-ejaculatórios, fluidos retais e leite materno.

O organismo pode ser infetado quando estes fluidos entram em contacto com uma membrana mucosa, ou tecido danificado (como uma ferida na pele) ou diretamente na corrente sanguínea.

O que é o VIH?

O VIH é uma infeção crónica causada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana, do qual se conhecem 2 tipos, o VIH 1 e o VIH 2. Este vírus é transmitido através de certos fluidos como sangue, fluidos vaginais, sémen, fluidos pré-ejaculatórios, fluidos retais e leite materno.

O organismo pode ser infetado quando estes fluidos entram em contacto com uma membrana mucosa, ou tecido danificado (como uma ferida na pele) ou diretamente na corrente sanguínea.

Índice

Quais os sintomas do VIH?

O VIH é uma infeção considerada silenciosa porque pode não apresentar sintomas ou resultar em sintomas muito inespecíficos.

Quando infeta o organismo, o VIH inicia uma destruição do sistema imunitário que fica incapaz de se defender de doenças que podem ser fatais.

Nas primeiras 3 a 6 semanas (fase aguda), podem surgir sintomas como febre e mal-estar, muitas vezes confundidos com uma gripe. Isto ocorre porque o vírus inicia uma multiplicação muito rápida e começa a atacar o sistema imunitário.

Cerca de 4 a 6 semanas após a infeção, o sistema imunitário começa a reagir e a produzir anticorpos anti-HIV. Nesta fase é encontrado um equilíbrio que permite a sobrevivência do vírus dentro do organismo sem que o corpo fique enfraquecido. Esta é a fase assintomática e pode durar anos ou até décadas.

Quando o organismo deixa de conseguir conter o avanço do vírus, fica mais fraco e surge a fase de SIDA (Síndroma de Imunodeficiência Adquirida), momento em que várias doenças oportunistas se desenvolvem podendo levar à morte. Os sintomas mais comuns nesta fase são febre, diarreia, perda de peso, suores noturnos, fraqueza e outros sintomas associados às doenças que são adquiridas.

Como posso ser infetadX pelo VIH

  Podes apanhar VIH através de:
  • Sexo desprotegido (anal ou vaginal) sendo o sexo anal recetivo o que contem mais riscos.
  • Partilha de seringas ou outro material para consumo de drogas injetáveis.
  • Picada com uma agulha contaminada ou outro objeto perfurante.
Apesar de muito raro, também podes apanhar VIH através de:
  • Sexo oral – genital (principalmente se houver ejaculação para a boca) ou sexo oral – anal.
  • Transfusão de sangue ou transplante de órgãos.
  • Beijo com língua em que os dois parceiros tenham feridas abertas com sangue.
  • Contacto de fluidos infetados com outras mucosas como a dos olhos.
 A infeção também pode ocorrer de mãe para filhX durante a gravidez, parto ou amamentação porque há partilha de sangue fetal e materno.

Como podes evitar o VIH

O VIH pode ser evitado através do uso de preservativo em todas as práticas sexuais. O preservativo atuam como uma barreira que impede a troca de fluidos e a entrada do vírus no organismo. Quando são utilizados de forma correta e em conjunto com o lubrificante à base de água têm elevada eficácia.

As bandas de latex atuam como uma barreira para o sexo oral.

Como tratar o VIH

O VIH não tem cura, mas pode ser tratado com medicamentos antirretrovirais de forma cada vez mais eficaz.

Todas as pessoas infetadas com VIH devem iniciar imediatamente o tratamento de forma a controlar a multiplicação do vírus e diminuir a carga viral. A adesão ao tratamento e a toma a horas certas são essenciais para o bom prognóstico da doença. A toma correta da medicação evita mutações do vírus (que aumentam as resistências) e permite mais facilmente atingir a carga viral indetetável (CVI).

A carga viral representa o número de vírus que circulam no sangue. Quando se torna indetetável significa que o número é tão reduzido que não é detetado pelos exames normais há pelo menos 6 meses. Apesar de ainda estarem infetadas pelo vírus, as pessoas com CVI não transmitem o vírus pela via sexual. Podem, no entanto, transmitir por outras vias, por exemplo a amamentação.